terça-feira, 29 de julho de 2008

CADÊ MEU COPO ?


Mariana coleciona copos. Resolveu fazer isso de uns dias pra cá, depois de ter visto na bancada de uma rede americana de fast food copos grandes da marca Coca Cola. Todos de vidro, coloridos, cinco cores no total. Verde, azul, amarelo, lilás, vermelho. Qual deles escolher após comprar numa super promoção, daquelas que só mesmo o seu namorado, implicante, cismava em atordoar a moça com seus vira-e-mexe comentários:
- Finalmente este brinde vale a pena, porque os outros não tinham nenhuma serventia.
É verdade. Os outros brindes da mesma rede de fast food só entulhavam o quarto de Mariana.
Bonequinhas de plástico, cachorrinhos em formato de robô que tocavam musiquinhas sem-graça..., bonecas chinesas que acendiam uma luzinha fraca..., entre outros bichinhos de pelúcia miniatura, bem... para nada serviam.
Mas os copos... eram sem dúvida, boa aquisição.
O primeiro a se adquirir foi o vermelho. Mariana se apegou ao belo objeto.
Na semana seguinte, mais uma visita à rede alimentícia, e novamente a promoção do copo.
Viva a China. Só mesmo as Olimpíadas para promoverem copos gigantes da Coca Cola.
Desta vez ela foi enfática:
- Vou querer o copo azul.
Decidiu que colecionaria copos azuis e vermelhos.
O namorado a aconselhou:
-Amor, todos os cinco copos, um de cada cor é bem mais interessante.
Ela, como adora todas ou a maioria das sugestões dele, acatou.
Terceira semana: refeição na mesma rede, mas em outro bairro e outro copo, o amarelo.
Mariana viciou-se.
Não se sabe, se na medida, se na comida ou se nos copos.
Intervalo da mesma semana e o copo agora seria o lilás.
Desdenhava o verde para mais tarde, na última semana de lanche promocional, pegá-lo e achá-lo um dos mais belos.
Com este, estava completa a sua coleção.
Mas Mariana, mesquinha que não era, guardava os copos e os usava, deixava na casa de sua mãe, donde lá, os copos ficavam alocados no armário mais visível da cozinha; sendo assim, eles, por todos seriam usados.
A mãe sugeriu:
-Fique, pode ficar, guarde-os para seu enxoval.
-Que enxoval que nada, deixe eles aqui. Não vão quebrar...
Cada copo já tinha até o seu dono.
O de Mariana, vermelho, o da mãe de Mariana, lilás, o do irmão de Mariana, amarelo, o do pai de Mariana, azul, o do namorado de Mariana, verde.
Um arco-íris na mesa de jantar, uma composição moderna na mesa do almoço, um show de psicodelia nas tardes de sábado e domingo.
Mas copos de vidro quebram.
E quando quebram não se colam.
Eis que num dos finais de semana que Mariana ficaria na casa de sua mãe na companhia do namorado, o armário de copos é aberto e...
-Cadê meu copo vermelho? Quem mexeu no meu copo? Sumiu um copo da minha coleção.
Botão de alarme para a mesquinhez chegando...
Mas passou logo.
Não demorou muito.
Mariana entendeu que uma hora ou outra isto aconteceria.
Primeiro, ela havia liberado o uso de sua coletânea copal.
Segundo, eram todos de vidro, e vidro escapole, cai e quebra, formam-se cacos; vidro corta também; muito bem lembrado.
Terceiro, as coisas foram feitas para serem usadas. Guardar pra quê, só pra ver?
Nem pavê se vê, se come, então por que não beber naqueles copos?
Mariana, que pena, lembrou-se que a promoção acabou.
Quarto, quinto, sexto elemento: acabou sim, mas outra virá e se não tiver mais copo vermelho, e realmente não tem, não há, não haverá, pergunte qual será a próxima super-promoção.
Dias depois:
-São outros bichinhos, moço?
-É, vai querer o leãozinho ou o panda?
-Hum... Tem outro não?

(A rede de fast food McDonald's lançou no país a promoção Copos Beijing 2008, em parceria com a Coca-Cola Brasil.
Os consumidores puderam escolher entre as cinco opções de cores, azul, verde, vermelho, amarelo e roxo. Para adquirir o copo bastava comprar qualquer McOferta e mais um McFlurry. A coleção comemorativa dos Jogos Olímpicos incluía as modalidades de atletismo, ciclismo, futebol e natação, com os devidos símbolos chineses.)
.

Um comentário:

tapanacara disse...

Afinal que fim teve o copo vermelho?